aprende-se a esperar com o tempo: ironicamente ou não, é com ele que chega a maturidade necessária para se entender que nada é pra já.